Fernando Pessoa : Adiamento

      Nenhum comentário em Fernando Pessoa : Adiamento

“Depois de amanhã, sim,só depois de amanhã…
Levarei amanhã a pensar em depois de amanhã,
E assim será possível; mas hoje não…
…………………………………………………………………..

Hoje quero preparar-me,
Quero preparar-me para pensar amanhã no dia seguinte…
Ele é que é decisivo.
Tenho já o plano traçado; mas não, hoje não traço planos…
Amanhã é o dia dos planos.
Amanhã sentar-me-ei à secretária para conquistar o mundo:
Mas só conquistarei o mundo depois de amanhã…
Tenho vontade de chorar,
Tenho vontade de chorar muito de repente, de dentro…




Não, não queiram saber mais nada, é segredo, não digo.
Só depois de amanhã…
Quando era criança o circo de domingo divertia-se toda a semana.
Hoje só me diverte o circo de domingo de toda a semanada minha infância…
……………………………………………………………………………………………………………


Depois de amanhã terei a pose pública que amanhã estudarei.
Depois de amanhã serei finalmente o que hoje não posso nunca ser.
Só depois de amanhã…
Tenho sono como o frio de um cão vadio.
Tenho muito sono.



Amanhã te direi as palavras, ou depois de amanhã….
Sim, talvez só depois de amanhã
O porvir….
Sim, o porvir…

Fernando Pessoa

Que o depois de amanhã seja intenso e bonito como o amanhã….e como todo o fim de semana. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *