Bagheria: Cidade Natal de Guttuso e Tornatore

      Nenhum comentário em Bagheria: Cidade Natal de Guttuso e Tornatore
Pintura de Guttuso 
A primeira vez em que estive na Sicilia, há dez anos, um dos meus objetivos era ir a Bagheria, para ver uma exposição de Renato Guttuso – na sua terra natal e  na imponente Villa Cattolica. Ele ( 1911 – 1987 )  foi um dos grandes expoentes do expressionismo e um dos representantes da cultura eurocomunista italiana. Bela e comovente exposição!
Obra de Gottuso com história pessoal bem interessante….
Conversando com minha amiga Isolda Branco, que sabe sobre cinema muito mais do que eu, descubro que o diretor italiano, Giuseppe Tornatore – aquele de Cinema Paradiso e  Estamos Todos Bem , um diretor  de que gosto muito –  também nasceu em Bagheria. E pronto!

Manifestações de fé nas ruas de Bagheria

A cidade, eu passaria a considerá-la famosa : ali nasceram Guttuso e Tornatore e isso me bastava. Mas, por outro lado, Bagheria tem mais atrações, como a Casa dos Monstros, que,  na verdade,  é a Villa Palagonia, um palácio barroco, que teve sua construção iniciada em 1715.

Vila dos Monstros ou Villa Palogonia

A Vila dos Monstros , se não assusta, diverte e informa. É muito interessante a pequena igreja, o palácio, o intorno e o interno, enfim a arquitetura e a imaginação de quem a  concebeu assim: o arquiteto Tommaso Maria Napoli  junto     com o proprietário, Ferdinando Gravina, príncipe de Palogonia. 


Eu teria medo de estar aqui, à noite, numa sexta-feira 13….


Parece, entretanto, que os monstros de pedra foram colocados ali por outro príncipe, proprietário posterior  da Villa Palagonia.   A arquitetura da Villa é bastante singular.     Há  uma escada, com esquinas estranhas, que leva ao primeiro andar,      e as salas principais têm formatos diferentes e raros.Conta-se que Goethe, ao conhecê-la, chamou-a de Manicômio da Palagonia.

Detalhes da escada que leva ao primeiro andar

Com 50 mil habitantes, muito próxima de Palermo – se não fosse sua história e independência, poderia ser um bairro da capital da Sicília. A ela chega-se facilmente de trem, e a estação é próxima das atrações. Tudo é próximo, pois o centro dela é concentrado e não há muito o que ver.

Um dos portões de acesso à Villa

Indico-lhes uma visita ao Museu Guttuso, instalado num edifício do séc. XVIII, outra visita, à curiosa Vila dos Monstros  e uma bela caminhada pela cidade, observando mansões em estilo barroco e neoclássico. Se almoçarem, não se arrependerão, pois se come bem mesmo em restaurantes pequenos e simples dessa cidade.

Bagheria

(….) Se estendo o braço, chego exactamente aonde o meu braço chega –
Nem um centímetro mais longe.
Toco só aonde toco, não aonde penso.
Só me posso sentar aonde estou.
E isto faz rir como todas as verdades absolutamente verdadeiras,
Mas o que faz rir a valer é que nós pensamos sempre noutra coisa,
E somos vadios do nosso corpo.
E estamos sempre fora dele porque estamos aqui.”

Fernando Pessoa

                                                                Contadini al lavoro – Guttuso/1950

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *