Agrigento . revisitado.

      Nenhum comentário em Agrigento . revisitado.
Templo Concórdia. Sol intenso…em 2008
Como estou atrasada com minhas postagens no Correndomundo, repito a postagem que fiz, em 2008, sobre  Agrigento, cidade  siciliana com cerca de 60 mil  habitantes, acrescentando-lhe algumas fotos novas, feitas pela minha amiga Isolda Branco. Naquela viagem, assim como nesta, fiquei cerca de 20 dias percorrendo a Sicilia – e encantando-me com ela.
Vista Parcial do Vale

” De trem , fui de Palermo a Agrigento, “cortando” a Sicília , em duas horas e pouco.Queria visitar o Vale dos Templos ( Valle dei Tempi ), no sul dessa cidade que já se chamou Akragas ( acropoli) e que foi uma das mais ricas do Mediterrâneo e poderosa rival de Siracusa.
  

Estação Central de Trens. Foto: Isolda Branco

Sua fundação remonta ao ano 580 a.C. Em 406, caiu em poder dos cartagineses que a saqueram e incendiaram.  Tem ela uma mescla de estilos: normano, gótico,renascentista e barroco.


Eu também queria visitar a casa de Luigi Pirandello, escritor e dramaturgo que , há muito tempo, me fascina, especialmente quando evidencia , em seus personagens , as múltiplas identidades que se pode assumir. Vi a casa, a praça, a rua e o teatro , tudo Pirandello. Ele merece!

Aqui também nasceu ( 492 a.C.) Empedocle…Sim! aquele dos quatro elementos imutáveis e eternos: ar, terra, água e fogo e da atração e repulsão de duas forças cósmicas: amor e ódio.

Proximidades do Vale Foto: Isolda Branco



















Vi o Palácio Municipal, num antigo convento dominicano. Vi igrejas belíssimas, mas ver igrejas assim é “normal”. Fascinada mesmo fiquei pelo Vale dos Templos, testemunha da civilização grega na Sicília. 



Escultura na Estação Central Foto: Isolda Branco
















































São muitos os templos. O Templo da Concórdia está muito bem conservado.Apesar do calor e do sol fortíssimo, caminhei , pelo Vale, durante quatro horas.

Vale dos Templos – Foto : Isolda Branco

Pena que não visitei o Museu Arqueológico. Faltou- me tempo e energia. À noite , cheguei em Palermo cansada e bronzeada – mais exatamente , cor-de-rosa-choque! “



Ícaro e o Templo Concórdia – Foto: Isolda Branco]


“Cada um cumpre  o destino que lhe cumpre,
E deseja o destino que deseja;
Nem cumpre o que deseja,
Nem deseja o que cumpre.

Como as pedras na orla dos canteiros
O Fado nos dispõe, e ali ficamos;
Que a Sorte nos fez postos
Onde houvemos de sê-lo.

Não tenhamos melhor conhecimento
Do que nos coube que de que nos coube.
Cumpramos o que somos.
Nada mais nos é dado.”

Fernando Pessoa


                                        Foto de Isolda Branco







Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *