A Histórica Évora, no Alentejo Central – 2a. Parte

À direita, detalhe do Templo Romano

O Templo Romano, conhecido popularmente como o Templo de Diana, é seguramente o mais antigo e o mais famoso monumento da cidade de Évora. Foi construído no século I d.C, no ponto culminante da acrópole, na Praça Principal ( fórum ) da cidade. É um símbolo da presença romana em território português. Tem belíssimas colunas coríntias.

Templo Romano


” Évora foi invadida pelos povos germânicos no século V e foi nessa época – e foi nessa época que o templo foi destruído. Hoje em dia, as suas ruínas são os únicos vestígios do fórum romano da cidade. Escavações recentes indicam que o templo era rodeado por um espelho de água.” Descobrir Évora – Guia turístico, 1917.

Museu de Évora

Em um belo edifício de dois andares, sede do antigo Paço Episcopal, localizado entre o Templo Romano e a Catedral, está o Museu de Évora, com seus dois andares. No primeiro andar, estão as esculturas; no segundo, as pinturas. No acervo, uma coleção diversificada, que vai da época romana à Idade Moderna Portuguesa.

Exposição de Presépios do Museu de Évora

No Museu de Évora, está o túmulo de D. Álvaro da Costa, filho de Duarte da Costa,que, em 1553, substituiu a Tomé de Sousa. Álvaro da Costa veio na caravana de 260 pessoas trazidas por seu pai ( pode-se observar que o emprego de parentes tem uma longa tradição). Veio decidido a escravizar os índios. Tornou-se conhecido por sua disputa com o bispo Pero Fernandes Sardinha, que se opunha à escravização dos índios.

Exposição de Presépios do Museu de Évora

Como eu jamais faria uma prece pela salvação da alma desse senhor, sobrou-me tempo para ver, no local,  uma belíssima exposição de presépios de conventos. Foi um trabalho árduo da direção do Museu de Évora: listar e reunir os encantadores presépios tradicionalmente feito nos conventos portugueses, não só da cidade, mas também de outros municípios.

Muralhas Medievais


A conquista árabe, a reconquista cristã e as disputas com Espanha fazem parte da história local e explicam a existência das muralhas até hoje. Integradas à cidade atual, as antigas muralhas podem ser vistas de qualquer parte do Centro Histórico. A primeira muralha ( cerca antiga ) é do período romano e incluía uma área de 10 hectares. Contém torres e portas com nomes interessantes, como: Porta Velha da Traição e Porta do Anjo.



Fonte Henriquina

Na Praça do Giraldo, está Igreja de Santo Antão e a fonte de mármore, entre outros prédios históricos preservados. Parece ser ponto de encontro da comunidade local e dos visitantes. A Fonte Henriquina, assim denominada por ter sido construída, em 1571,  por determinação de D. Henrique, Bispo de Évora, foi feita a partir de um único bloco de mármore. Nas suas proximidades estão lojas de cerâmica, móveis pintados a mão e outros artesanatos.



Entrada do Museu de Évora



Não visitei o Aqueduto da Água da Prata, talvez a mais importante obra do reinado de D.João III. Tem uma extensão total de 19 metros. Segundo li, a parte monumental desse Aqueduto é a sua chegada à cidade, onde os arcos alcançam uma altura de 12 metros. Foi declarado Monumento Nacional em 1910.
Azulejos da Estação de Trens de Évora
Depois de visitar Évora, suas igrejas, sua Universidade, seus Palácios e monumentos, é interessante ampliar a visita, percorrendo cidades muito próximas e muito característica da região, como Arraiolos, terra dos bordados e dos tapetes de lã, tradição com origem na Idade Média; Borba, cujos edifícios brancos, de mármore, são atrações para os visitantes; Monsaraz, com muralhas, castelos, pelourinho e suas sete igrejas. Importante: é famosa a gastronomia dessa região.
Torre da Catedral
” Em plena vida e violência
De desejo e ambição,
De repente uma sonolência
Cai sobre a minha ausência,
Desce ao meu próprio coração.


Será que a mente, já  desperta
Da noção falsa de viver,
Vê que, pela janela aberta,
Há uma paisagem toda incerta
E um sonho todo a apetecer? “
Fernando Pessoa
Centro histórico de Évora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *